Fazedor da Paz
Padre Zezinho

Quero ser um servidor da paz
Embora eu saiba que ela vai doer
Reconheço que não sou capaz
De fazer a paz como ela deve ser

Vai doer, eu sei que vai doer
Não se faz a paz sem nenhum sofrer
Vai haver espinho ao longo do caminho
Mas eu decidi que é assim que tem que ser
Vai doer, eu sei que vai doer
Não se faz a paz sem nenhum sofrer
Vai haver espinho ao longo do caminho
Mas eu decidi que é assim que tem que ser

Quero ser um servidor da paz
Embora eu saiba que ela vai pesar
Muitas vezes hei de me curvar
Mas a tua graça vai me ajudar

Vai doer, eu sei que vai doer
Não se faz a paz sem nenhum sofrer
Vai haver espinho ao longo do caminho
Mas eu decidi que é assim que tem que ser
Vai doer, eu sei que vai doer
Não se faz a paz sem nenhum sofrer
Vai haver espinho ao longo do caminho
Mas eu decidi que é assim que tem que ser

Quero ser um outro Cireneu
Que não queria, mas levou a cruz
No caminho ele entendeu
Que se fez parceiro do Senhor Jesus

Vai doer, eu sei que vai doer
Não se faz a paz sem nenhum sofrer
Vai haver espinho ao longo do caminho
Mas eu decidi que é assim que tem que ser
Vai doer, eu sei que vai doer
Não se faz a paz sem nenhum sofrer
Vai haver espinho ao longo do caminho
Mas eu decidi que é assim que tem que ser
Mas eu decidi que é assim que tem que ser
Mas eu decidi que é assim que tem que ser