Manifesto
Padre Zezinho

Declaro com muita dor e tristeza,
depois de correr o mundo e voltar,
está cada vez menor a certeza,
eu tinha de ver o mundo mudar,
nao é que eu deixei de ser otimista,
que ainda não mim cansei de lutar,
mas volto um bucado mais realista por dentro
o drama da humanidade. É o medo que a gente tem da verdade

Declaro com muita dor e tristeza,
que a paz hoje vale menos que a guerra,
e a fome e a escravidao e a pobreza,
imperam por todo canto da terra,
não é que eu deixei de ser passifista,
que ainda nao mim cansei de esperar,
mais volto um bucado mais realista por ver
os grandes e os pequenos
se agridem por ter demais ou de menos

Declaro com muita dor e tristeza,
que o mundo foi leiloado e vendido,
que ha terras a onde manda riqueza
E há outras a onde manda ao partido,
Há terras aonde a um só caminho,
Quem nele não caminhar é suspeito,
quem ousa sonhar acaba sozinho por que?
o drama da Humanidade,
é o medo que os grandes tem da verdade

Declaro com muita dor e tristeza,
que o ricos cada vez mais enriquecem,
que aumenta de quem é pobre a pobreza,
e aqueles que estãos acimas não descem,
Aqueles que estao por baixo não sobem,
Os pobres apenas mudam de nome,
Em nome da liberdade se mata por que?
Os grande es os pequenos,
Se odeiam por ter demais ou de menos.

Declaro com muita dor e tristeza,
que a leste fizeram cercas e muros,
que a Sul já não há mais pao sobre a mesa,
que a norte já nem se crê no futuro,
O mapa da liberdade se estreita,
a Esquerda a direita centro e a Sul,
por isso é que eu resolvi protestar pra dizer,
Que o drama da humanidade,
é o medo que todos tem da verdade.