O Discípulo
Padre Zezinho

O barco eu já não tenho as redes eu deixei e a casa de onde eu venho muito poucas vezes venho dormir, e agora eu sou profeta meu povo assim o quis minh'alma pode estar inquieta mas o coração garanto que é feliz. (bis)
Sonhar eu já não sonho dormir eu já nem sei meu mundo está risonho mesmo se eu chorar eu já chorei, as vezes quando eu rezo calado a meditar a mente quase não diz nada, mas o coração não para de cantar. (bis)

Inda não me acostumei a serviço do meu rei tanta coisa que eu não sei como explicar por que se faz, mas a minha fé me diz, que se pode ser feliz, quando existe um coração e um ideal que satisfaz.
Eu sei que não sou nada, nem mais do que ninguém, e sei que pela estrada não encontrarei somente o bem, as coisas passageiras não quero me apegar a glória a deus te mando dar, só quero a tua graça pra me acompanhar.