Menino Bonito
Paula Fernandes

Ei, onde cê pensa que cê vai?
Agora que meu juízo acabou
Você não sai daqui de jeito nenhum

Chegou de repente, com jeito inocente
Revirou meu mundo dos pés a cabeça, amor

Pelo céu da boca, morada de beijos
Viajo e desejo sentir teu sabor
Perdida em teus olhos tão rasos de pranto
Eu sou o segredo que atrai teu sorriso, amor

Meu peito é o abraço, parece uma teia
Teu toque é fogo que a pele incendeia

Ah menino, eu vou te confessar
Cê foi chegando, me seduzindo
Entrou lá em casa sem perguntar
Ah menino, eu vou te avisar
Que o meu juízo hoje tá de folga
Cê ocê entrou, vai ter que ficar

Vem, menino bonito
Montado a cavalo, cabelos ao vento
Menino bonito
No meu sonho alado, você é um perigo

Menino bonito
Montado a cavalo, cabelos ao vento
Menino bonito
No meu sonho alado, eu tô te querendo