Pedras
Shirley Carvalhaes

Oh meu amado Jesus nesta hora de angústia
Venho buscar Tua face,
Para que Tú me ajudes a resistir
As provas que estou a passar.
Neste caminho que sigo sinto de perto
O perigo das pedras que me lançam,
Certo estou que é inveja,
Pagar o preço não querem,
Se pago é porque te amo.

REFRÃO:
Pedras para me ferirem lançam,
Mas nos Teus braços descanso, em Ti posso confiar,
Nunca penso em deixar Teu caminho,
Se pelas rosas tem carinho os espinhos vou suportar.

Neste caminho prossigo e de longe me observa
Aquele que diz ser amigo,
Ah como me enganei quando neste confiei,
Tornou-se meu inimigo.
Vejo no caminho pedras, entre elas espinhos, mas não posso dessistir.
Pedras que me lançam, doem,
São atiradas por aqueles que dizam amar a mim.