Boemia
Teodoro e Sampaio

Toda noite saio eu pelas noitadas
Milhares de madrugadas para andar de bar em bar
Sem encontrar a mulher que é meu premio
Essa é a vida de um boemio que nasceu para chorar
Por coincidencia todos bares que frequento
99% sempre tocam a canção
E eu me envolvo naquela melodia
E ao ouvir a boemia me entrego ao garrafao

Boemia, aqui me tens de regresso
E suplicante te peço a minha nova inscrição

E eles dizem: ele voltou e alguem vem me consolar
E a minha conta alguem ja pagou e me convidam pra ir pra outro bar

E quando chego no outro bar, a mesma canção a tocar
Vai ate raiar o dia
E a cancao assim me diz que eu troquei quem mais me quis
Pra viver na boemia...

E eles dizem: ele voltou e alguem vem me consolar
E a minha conta alguem ja pagou e me convidam pra ir pra outro bar

E quando no outro bar, a mesma canção a tocar
Vai ate raiar o dia
E a canção assim me diz que eu troquei quem mais me quis
Pra viver na boemia...