Cantaram Minha Vizinha
Teodoro e Sampaio

Cantaram minha vizinha pelo telefone
E o sem vergonha ainda usou meu nome

A vizinha muito séria contou pro marido dela
Ele muito enciumado, na hora virou uma fera
Mais forte que um pé-de-vento, mais feroz que um leão
Foi entrando em minha casa, derrubando o meu portão
Com um peixeira na cinta e um baita trinta na mão
(Uai sô, num fui eu que fiz esse trem não)

Quando vi aquele homem com o berro engatilhado
Querendo me apagar foi um sufoco danado
O meu medo foi tão grande que sai com mais de cem
Por causa de um canalha quase que fui pro além.
Ai meu Deus eu não cantei a mulher de ninguém!
(Eu não cantei a tua mulher não, eu não canto nem a minha...)