Copo De Papel
Teodoro e Sampaio

Quando ela queria eu sempre disse não
Hoje que eu quero ela não me quer
Tô pagando caro, com pranto paixão
Por ter machucado tanto essa mulher

Ela me amava, eu saia com outras
Usava, pagava e mandava embora
Como se elas fossem copos de papel
Que depois de um chopp a gente joga fora

Eu pensava que o dinheiro
Fosse o primeiro pra fazer feliz
Vejo agora em meu rosto
Marcas de desgosto, grande cicatriz
É, é preciso amar pra ser feliz