Dama da Noite
Teodoro e Sampaio

Você chegou me em volvendo com seus carinhos
Fui me entregando acreditando sem querer
Meu coração que já estava adormecido
Foi iludido outra vez sem perceber

Dama da noite respirei o seu perfume
Embriagado com seu beijo de licor
Dos seus costumes fui escravo das promessas
Em sua peça eu fui apenas mais um ator

Na penumbra daquele ambiente a onde desfila
Seu falso amor vem premiar a sua orgia
Embebedando os corações apaixonados
Enfeitiçados na ilusão da sua magia