Madrugada Fria
Teodoro e Sampaio

Tarde da noite estou sozinho dentro de um carro
Com a cabeça tonta pois passei da conta, bebi um pouco mais
A cidade calma, sem ninguém na rua
Madrugada fria sinto a falta sua
Peito abafado, coração doendo
Sinto que o meu corpo, o seu está querendo
Fui eu que errei, tenho que ceder
Vou pedir desculpas, falar com você
Pedirei perdão se preciso for
Faço qualquer coisa para não te perder

Ouça a voz de um homem
Que está sofrendo e apaixonado
Que está pedindo tão desesperado
No meio da rua em frente seu portão
Ontem era um homem forte
Batia no peito, seguia sozinho
Hoje o leão virou carneirinho
Tô em suas mãos faça o que quiser
Quem manda em mim é você mulher