O Homem do Rádio
Teodoro e Sampaio

Quase se findando o século dezenove
O grande e saudoso e gênio marcone
Soltou sua voz nas ondas do rádio
Com um transmissor e um microfone
Levando a notícia pra o mundo afora
Assim começou a rádio difusão
E se hoje canto tão apaixonado
É porque do rádio sou um aliado
Minha voz é fruto dessa invenção

Por isso agradeço ao homem do rádio
Que leva meu nome carinhosamente
Aos programadores que tem a vivência
De sempre apontaram o sucesso da gente
Por que se não fosse esses locutores
E toda as rádios que lutam por nós
A inteligência do gênio marcone
Jamais o brasil ouviria a minha voz.

O homem do rádio não mede esforço
De levar alegria pro home no lar
Narrando a notícia em meio as canções
Vinte e quatro horas ele está no ar.
Por isso agradeço ao home de imprensa
Pelo grandioso trabalho prestado
Deixamos aqui nossa humilde mensagem
Ao homem do rádio vai nossa homenagem
A quem merece ter honra de estado.