Vírus do Desamor
Teodoro e Sampaio

Estamos em decadência, nosso amor é fim e fatal
Mantemos as aparências alimentando um grande mal
Pelas nossas atitudes já não dá pra evitar
Que o mundo inteiro perceba que está pra se acabar

Contraímos sem saber o vírus do desamor
E com o passar do tempo
Fez o nosso juramento perder todo seu valor
Não há chance para nós, nem remédio que destrua
Se estamos sofrendo tanto, culpa minha, culpa sua

Se hoje está difícil, como será o amanhã?
Se pelo nosso desleixo
Estamos vivendo agora como irmão e irmã
Quando não existe amor cada um faz o que quer
Por fora nós dois sabemos que por dentro nós morremos
Por não estarmos vivendo como marido e mulher