Asas do Etéreo
Tetê Espíndola

Tocando as Asas do Etéreo
Ouvindo a nota quente da alma
Na delicadeza do olhar puro sorriso
Seres alados deixam fluir um ritmo uma alegria
Beijos de borboleta vertigens, fantasia

Em cada canto, canto uma surpresa
Aquele encontro um cheiro de chuva
Que se ilumina, pulsa, irradia o brilho do sol
Cada improviso é uma gota d?água
Bocas que se tocam leves como o vento
Nesse momento tudo se transforma, inspirando o amor
Ah! O amor