Chalana
Tetê Espíndola

Lá vai uma chalana, bem longe se vai
Navegando no remanso do rio Paraguai
Oh chalana sem querer
Tu aumentas minha dor
Nessas águas tão serenas
Vai levando o meu amor
E assim ela se foi
Nem de mim se despediu
A chalana vai sumindo
Na curva lá do rio
E se ela vai magoada
Eu bem sei que tem razão
Fui ingrato, eu feri
O seu meigo coração