Gata vadia
Tetê Espíndola

Quer meu bem que eu seja o ar
Que ela possa respirar
Quer que eu seja o mar
Pra que ela possa navegar devagar
Ela quer sentir-se no céu
Ela quer o gosto do mel
Quer a noite, quer o vinho
Quer mergulhar no prazer
Quer carinho, gata vadia
Sacia essa sede de amor
Que insiste em continuar a queimar
Nossa pele numa ânsia febril

Gata no cio me faz esquecer
Que o frio existe lá fora
E aquece o nosso ninho de amor
Quer meu bem que eu seja a luz
Que ela possa ver brilhar
Quer que eu seja o sol
Pra que ela possa em mim se queimar
Devagar
Ela quer sentir-se feliz
Ela quer bem mais do que diz
Quer a noite, quer o leito
Quer se entregar na paixão desse jeito.