Luz e Anzol
Tetê Espíndola

Nessa vida viver de saudade
Nostalgia da inocência dos bichos
Ser ave voar
Ser peixe nadar
Flor perfumar
E voltar a nascer outra vez
Como brilho de vagalume
No instante eterno de ser
O orvalho molhar
As asas do acaso
Ser luz e anzol