Roxinha
Tião Carreiro e Pardinho

Ai Roxinha, quem mandou você pra cá?
Ai Roxinha, quem mandou você pra cá?
Sabendo que eu sou casado
Mesmo assim quer me amar
Tá doido, Roxinha
Tu és capaz de me matar
Tu és capaz de me matar

Ai Roxinha, amanhã vou te deixar
Ai Roxinha, amanhã vou te deixar
Vou-me embora pra bem longe
Não sei quando hei de voltar
Tá doido, Roxinha
Tu és capaz de me matar
Tu és capaz de me matar

Ai Roxinha, eu não posso te amar
Ai Roxinha, eu não posso te amar
Eu sou fácil pra querer
Mas sou duro pra deixar
Tá doido, Roxinha
Tu és capaz de me matar
Tu és capaz de me matar

Ai Roxinha, nós precisa se apartar
Ai Roxinha, nós precisa se apartar
Na hora da despedida
Não quero te ver chorar
Tá doido, Roxinha
Tu és capaz de me matar
Tu és capaz de me matar