Cassimiro
Tijuquera

CASSIMIRO

(Moriel da Costa)

O meu amor amanheceu
pedindo carinho
Cassimiro foi pro mato chorar
baixinho eu caio
Na boca da noite
sereno eu caio
Vaga-lume se perdeu
no leite do teu peito
Cassimiro era eu
Não deu pra gente vencer
a vontade do viver
Na boca da noite
sereno eu caio