Dor de Cotovelo
Trio Parada Dura

Êta dor de cotovelo danada
Quase morro de ciúme e despeito
Êta dor de cotovelo danada
Eu procuro esconder, mas não tem jeito

Briguei com ela e mandei ela embora
Me arrependo porque agora ela não quer mais voltar
Viver sozinho como eu vivo é muito chato
Só de ver o seu retrato encho a cara e vou chorar

Nunca pensei que doesse desse jeito
Aqui dentro do meu peito a paixão veio morar
Eu reconheço que fui eu mesmo o culpado
Por isso sou obrigado a sofrer sem reclamar