Parada Dura
Trio Parada Dura

Alô, moçada, abre alas, estou chegando
Estou sempre viajando e não tenho paradeiro
Eu sou nascido no grande estado de Minas
E não tem nada que domina o coração deste mineiro

O meu Brasil de norte a sul eu já andei
Nos lugares que passei já fiz uma confusão
Sou violeiro, levo a vida a cantar
Se alguém quiser brigar, pode vir que sou dos bons

Um dia desses eu cheguei numa festança
De cara entrei na dança, já foi com má intenção
Quando eu dançava todo mundo eu empurrava
Só pra ver se eu encontrava por ali um valentão

Olhei pra trás, vi dois cabras bem armado
Vinham vindo pro meu lado, querendo me agarrar
Eu agachei, logo dei uma rasteira
Joguei eles na poeira e continuei dançar

E, é assim minha gente que eu faço no lugar
Por onde passo quero ver alguém passar
Meus inimigos não venham no meu caminho
Porque nele tem espinho e alguém pode espinhar

Eu sou mineiro, meu nome é Parada Dura
Gosto de noite escura, sou pior que Lampião
Já matei cinco e joguei no esbarrancado
No dia santificado, Sexta-Feira da Paixão