Trovão Azul
Trio Parada Dura

Estou no volante, do trecho sou estradeiro
Eu sou um caminhoneiro, minha cara tá dizendo
Cortando a estrada do Rio Grande ao Grande Rio
Seja com calor ou frio com sol, chuva ou sereno.

No pára-choque escrevi Trovão Azul
Vou pro norte, vou pro sul sem ter dia pra voltar
Enquanto a saudade no meu peito não aquieta
Minha canção predileta já tem me feito chorar

As andorinhas voltaram e eu também voltei
Pousar no velho ninho que um dia deixei

É sempre assim de norte a sul
Cortando estrada no meu trovão azul