Barraca Velha
Umbanda

Ganhei uma barraca velha!
Foi a cigana quem me deu.
O que é meu é da cigana;
O que é dela não é meu.

Ciganinha puerê, puerê, puerá!
Ciganinha puerê, puerê, puerá!