Um Grito de Liberdade
Umbanda

Um grito de liberdade e a corrente se quebrou
Um grito de liberdade, um grito me acordou

Dentro de um canavial o negro se libertou
E lá não tinha pra ele nem chibata e nem feitor
E lá não tinha pra ele nem senzala e nem senhor

Dentro de um canavial o negro se libertou
E lá não tinha pra ele nem chibata e nem feitor
E lá não tinha pra ele nem senzala e nem senhor

José de Aruanda é um grande lutador
Hoje baixa no terreiro traz a paz e o amor
Sua sabedoria, seus ensinamentos

Vão de canto a canto aliviando o sofrimento
Vão de canto a canto aliviando o sofrimento
Vem da força da reza, vem da força das ervas
Vem da força da reza, vem da força das ervas

Vem tirando todo o mal, a mandinga ele quebra
Vem tirando todo o mal, a mandinga ele quebra
Foi Xangô quem lhe trouxe, Zâmbi lhe coroou
Agradeço dia-a-dia, viva Deus Nosso Senhor
Agradeço dia-a-dia, viva Deus Nosso Senhor