Vídeo de Labirinto de saudade
Eduardo Costa



Mais uma vez eu tô sozinho,
Abandonado e sem carinho,
Preciso de você,
Mais uma vez tudo desaba,
Ela se vai e um sonho se acaba,
Eu querendo morrer,
Mais uma vez dormi na rua,
Eu tô morrendo e a culpa é sua,
O meu castelo desabou,
Mais uma vez sofri calado,
Sou o maior abandonado,
Que deu a vida pelo seu amor.

(Refrão)
Te dei meus sonhos,
Dei a minha vida,
Agora tô no beco sem saída,
Fiquei no labirinto de saudades,
Por causa do seu amor,
Você foi vendaval em meu caminho,
E me deixou chorando aqui sozinho,
Você foi lua cheia em minha noite,
E com o dia se apagou.