Ela Parou No Sinal
Zeca Baleiro

Ela parou no sinal e vez um sinal pra mim
Me acenou com os olhos como se sorrisse e eu
Trouxa, tolo, pálido, incrédulo, anão de jardim
Acenou com os olhos como me chamasse e eu

Senti o meu coração acelerado
Boca seca e o andar descompassado
Língua estranha eu falava "aff ai ui"
Ela era bela atriz de uma novela
E eu um poeta boêmio na banguela
Os seus olhos me disseram vem e eu não fui

Cara, este momento arrependimento mói
Um super pateta, tão babaca, um anti herói
Faltou confiança contra a dança de pavão
Extra extraterrestre, pedestre na contramão

Senti o meu coração acelerado
Boca seca e o andar descompassado
Língua estranha eu falava: aff, ai, ui
Ela era bela atriz de uma novela
E eu um poeta boêmio na banguela
Os seus olhos me disseram vem e eu não fui

Senti o meu coração acelerado
Boca seca e o andar descompassado
Língua estranha eu falava: aff, ai, ui
Ela era bela atriz de uma novela
E eu um poeta boêmio na banguela
Os seus olhos me disseram vem e eu não fui