Nega Neguinha
Zeca Baleiro

Nega nega neguinha
Nega nega neguinha
Nem zumbi impedia você de ser minha

Mamãe minha mãe mainha
Na senzala minha sala
Tenho a proteção de Oxalá
Ânsia de iansã rainha
Sou o teu sinhô sinhá
Vem bater fazer iaiá
Um batuque na cozinha

'Se essa mulher fosse minha
Eu ensinava ela a viver
Dava feijão com farinha
A semana todinha
Pra ela comer'

Vem da capo capoeira
Ao pé metade inteira
No pelô meu pelo ouriça
Missa quimbanda poesia
Aruandê aruandá
Vou cantando que cantar
É uma carta de alforria

'A mulher é como cobra
Tem sangue de Peçonha
Deixa o rico na miséria
Deixa o pobre sem vergonha'

Ex-cravo agora rosa
Capacho do teu capricho
Samba lelê na lambada
Rei do congo na congada
A cara já é de dor
Deixa ser teu Salvador
Queira ser minha Bahia

Zumbi tá lá na roda lá no jongo
Zumbi tá lá na roda lá no jongo
Bate palma Zumbi lá na quizumba
Bate palma Zumbi batmacumba