Inocente Fui Eu
Zeca Pagodinho

Inocente fui eu
em acreditar que ela mudara
não mudou nada nem a cara
ainda é a mesma
aquela cara de pau
rezei tanto pra Deus
aos orixás pedi conselho
subi a Penha de joelhos
pra me livrar de todo aquele mal (2x)

Me indicaram até
um terreiro em Itacuruçá
busquei no templo me evangelizar
mas não consegui minha tal libertação
consultei uma velha cigana em Turiaçu
levou minha grana um falso guru
dizendo que buda era a salvação

Já sem ter esperança
iludido, sem dinheiro
veio o golpe derradeiro
quando pensei tê-la pra mim como refém
e logo depois da comunhão tão ansiada
ela com a cara envernizada
me apresentou a conta do armazém.