Portela Sem Vaidade
Zeca Pagodinho

Portela, te deram nova roupagem
E uma bela linhagem
Abismado até fiquei quando te vi
Outrora, tu não tinhas vaidade
Mas era banalidade a vitória te sorrir
Conheço bem teu passado
Pertenço a tua raiz
Na tua simplicidade eras mais feliz
Paulo, Caetano e Rufino
Pela obra do destino
Te deram muitos carnavais
Natal se transformou num destemido
Não se dava por vencido
Quantas saudades nos traz
Eu agradeço aos nossos diretores
Reconheço os seus valores
Suas boas intenções
Mas o portelense quer vitórias
Para alegrar seus corações