Amor de Motel
Zezé Di Camargo e Luciano

Vai me consumindo me abraçando
Feito o mar abraça o rio
E enquanto eu tô te amando
Vou prevendo o vazio
Que fica quando você vai embora

Depois que você mata a sede de mim
Pega a sua roupa correndo
E diz que foi loucura, nossa aventura
Entra depressa embaixo do chuveiro
Pra tentar se desfazer do meu cheiro
E não tem cura, nossa luxúria

Errado e proibido eu sei
Mas tô viciado
E fica fácil de me usar
É só me chamar

Errado e proibido eu sei
Mas tô viciado
E fica fácil de me usar
É só me chamar que eu assumo meu papel
sou seu amor de motel

Depois que você mata a sede de mim
Pega a sua roupa correndo
E diz que foi loucura, nossa aventura
Entra depressa embaixo do chuveiro
Pra tentar se desfazer do meu cheiro
E não tem cura, nossa luxúria

Errado e proibido eu sei
Mas tô viciado
E fica fácil de me usar
É só me chamar

Errado e proibido eu sei
Mas tô viciado
E fica fácil de me usar
É só me chamar

Errado e proibido eu sei
Mas tô viciado
E fica fácil de me usar
É só me chamar

Errado e proibido eu sei
Mas tô viciado
E fica fácil de me usar
É só me chamar que eu assumo meu papel
Sou seu amor de motel

Eu assumo meu papel
Sou seu amor de motel